quinta-feira, 9 de agosto de 2012

NÃO VOTEM EM RELIGIÃO!


ATENÇÃO!

Não votem em candidatos que utilizam de seus segmentos religiosos para promoverem sua campanha... nem em candidatos que têm, como palanque, a proposta de governo exclusivo para os seus pares religiosos.

NÃO VOTEM EM PASTORES, PADRES OU SACERDOTES AFRO-BRASILEIROS EM GERAL.

Não apóiem shows nem showmícios que privilegiem uma única religião. Por uma questão de fascismo, isso já ocorre em vários municípios... show “músico-religioso-catártico” da estrela católica X ou do super-star gospel Y.

O Estado é laico: organização política que garante a liberdade de crença, de culto e a tolerância religiosa. Não significa instituição antirreligiosa ou anticlerical, muito menos exclusividade ou privilégio de uma visão religiosa. Um representante político eleito pela sociedade não pode pensar que atua para e pela sua igreja. A laicidade prevista na Constituição veda à União, Estados, Distrito Federal e Municípios de estabelecerem cultos ou igrejas, subvencioná-las, embaraçar-lhes o funcionamento ou manter com elas ou seus representantes relação de dependência ou aliança,

NÃO VOTEM EM REPRESENTANTES DE IGREJAS QUE NÃO TOLERAM, NÃO RESPEITAM E ATACAM QUEM SEGUE UMA DOUTRINA DIFERENTE DA DELES.

Só com um Estado verdadeiramente pluriétnico e plurirracial, sem política de ênfase a alguma religião, poderemos acreditar na luta contra a discriminação cultural e intolerância religiosa.

Estou cansado de ouvir a torto e a direito impropérios de discriminação cultural. Espero que nossa sociedade, em seu "dom" de criar e de destruir por sua palavra divina, nos livre de pessoas que, num futuro remoto (?), imponham uma limpeza etnicorreligosa. Putz...