sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

IDEOLOGIA DE VIDA



Amo a vida... antes de tudo.
Pois ela é simples, efêmera e inexplicável.
Um infinito de sentimentos e coisas.
Tudo que está ao meu redor é vida.
Tudo que não está também é vida.
Com tais premissas, chego a uma conclusão:
amar a vida é amar a todos.
Então, se amo a vida, sem receios digo:
- Eu te amo, pois fazes parte da minha vida.
Este é o meu silogismo.

(Primeiros Momentos, 2001)