segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

Lida por ti

Meus poemas que ninguém leu, nem você,
expressam o que sinto sem você saber.
Meu sentimento é mudo
E não sabe ler nem escrever.

O passado que você não viveu, mas esqueceu,
Não me permite uma chance.
Você não me conhece,
Nunca sentiu minha sinestesia,
E acha isso uma metáfora.

Meu desejo era que lesse
E se identificasse 
por meio dessas letras
Sem a lembrança do que não sabe.

Apenas a amo como um indiferente
Vendo suas fotos e mensagens
Que nunca são para mim.
Mas, se você não me esquecer,
Eu juro assim também o farei.
E não me maltrate se aqui se reconhecer,
Continuarei nas sombras onde sei viver.
Por fado ouço que não serei lido por ti.